A Will Eternal

874 - Extorquir Uma Seita?

Tradução: Glaurung | Revisão: Reviewer

Foi com incerteza e confusão que Li Qinghou disse ‘Xiaochun’. No momento, ele não tinha certeza se estava ou não sonhando. Depois de ser levado em cativeiro para o Tribunal do Rio Dao, ele não foi torturado, mas deixado para afundar na miséria.

Embora ele não se importasse muito em viver ou morrer, ele odiava a ideia de ser usado como uma armadilha para atrair Bruiser. No final, ele tinha sido muito fraco para mudar o resultado. Ele nem conseguiu se matar.

Ele só podia ver Bruiser ser emboscado. Depois, sua culpa começou a consumi-lo.

Felizmente, durante o meio ano que se passou, o Patriarca do Rio Dao nunca conseguiu pôr as mãos em Bruiser. No entanto, o ferimento de espada infligido no pescoço de Bruiser era algo pelo qual Li Qinghou se culpava constantemente. Ao mesmo tempo, seu ódio pelo Tribunal do Rio Dao ficou mais intenso.

Embora ele tivesse se tornado nada além de um prisioneiro inútil apodrecendo em uma masmorra, seu ódio o manteve vivo. Enquanto o Tribunal do Rio Dao existisse, ele não se permitiria morrer!

Ele cerrava os dentes e suportava os estranhos poderes da masmorra, que sugavam sua base de cultivo e força vital. Ele havia se tornado cada vez mais fraco e, no entanto, continuava aguentando.

Felizmente, ele cultivava uma técnica especial baseada no poder das plantas e da vegetação, que lhe ofereceu proteção especial. Nos momentos mais críticos, seu foco completo o mantinha vivo, assim como seu ódio pelo Tribunal do Rio Dao. E... Bai Xiaochun!

Ele sempre pensava naquele garoto que havia pego na montanha todos aqueles anos atrás. Embora Bai Xiaochun estivesse desaparecido há muito tempo, ele queria vê-lo novamente. Ele queria protegê-lo! Ele estava preocupado que, a menos que ele estivesse lá para cuidar dele, o garoto causaria desastres que nunca poderiam ser resolvidos.

Isso se tornou parte de seu foco e, portanto, apesar da dor que ele enfrentava, ele suportou.

Agora, quando ouviu os sons ensurdecedores do lado de fora, ele abriu os olhos e se perguntou se estava vendo coisas quando viu Bai Xiaochun bem ali na sua frente.

Quanto a Bai Xiaochun, quando ouviu Xiaochun, um tremor o percorreu e lágrimas brotaram em seus olhos. A voz de Li Qinghou estava fraca, mas cheia de calor e bondade que fizeram o coração de Bai Xiaochun pular em seu peito.

“Tio Li!!” ele disse, com lágrimas escorrendo pelo rosto. Embora ele tivesse proezas de batalha que poderiam esmagar Devas, bem como o mais alto status, quando ele estava com Li Qinghou, ele se tornava o mesmo Bai Xiaochun que ele era quando vivia no Monte Hood, com tanto medo de raios ao acender o incenso treze vezes.

Ele estendeu a mão e puxou Li Qinghou para um abraço. Chorando, ele enviou poder de base de cultivo se derramando sobre ele, curando alguns de seus ferimentos. Ao mesmo tempo, ele percebeu o quão fraco Li Qinghou havia ficado e suas lágrimas caíram ainda mais.

Agora haviam cabelos brancos na cabeça de Li Qinghou, e ele tinha rugas no rosto, fazendo-o parecer de meia-idade. Obviamente, o meio ano de confinamento teve seu preço.

Ele não parecia mais aquele que Bai Xiaochun se lembrava, elegante e refinado, um cultivador do Legado do Esquadrão, o orgulhoso e inflexível Lorde do Pico da Nuvem Perfumada!

Li Qinghou ainda estava um pouco confuso enquanto se afastou e olhou para Bai Xiaochun. Ignorando sua própria fraqueza e lesão, ele estendeu a mão e... gentilmente colocou a mão na bochecha de Bai Xiaochun.

"É realmente você…? Você cresceu, garoto. Está tudo bem, não chore...” Ele enxugou as lágrimas do rosto de Bai Xiaochun, totalmente convencido de que aquele era o mesmo garoto que ele trouxera de volta para a seita do Monte Hood.

“Sou eu, Tio Li…. Eu voltei!” Bai Xiaochun secou os olhos e ajudou Li Qinghou a se levantar.

Graças à ajuda de Bai Xiaochun, Li Qinghou já estava recuperando alguma energia. Ele sorriu.

"Contanto que você esteja de volta, isso é tudo o que importa...". Dentro do sorriso dele havia aprovação, felicidade e bondade. Ele era um cultivador da Alma Nascente então, apesar das emoções que surgiram dentro dele, ele se manteve no controle e simplesmente sorriu para Bai Xiaochun.

Antes que ele tivesse a chance de fazer qualquer pergunta a Bai Xiaochun sobre o que ele andara fazendo durante todos esses anos, olhou para a cratera que os cercava. Com a ajuda de Bai Xiaochun, eles subiram... então Li Qinghou viu as ruínas desmoronadas dos sete picos das montanhas que compunham o antigo Tribunal do Rio Dao e os aterrorizados discípulos que ainda estavam fugindo para longe.

Nesse ponto, Li Qinghou não pôde conter sua emoção. Continuando a olhar ao redor, ele disse: “Um dos patriarcas finalmente teve um avanço? Onde ele está?"

Sua primeira reação foi presumir que um dos patriarcas havia finalmente avançado ao Reino Deva e tinha vindo para libertá-lo da masmorra do Tribunal do Rio Dao.

E, no entanto, ele imediatamente hesitou. Afinal, mesmo depois de fazer um avanço, um único patriarca não poderia reduzir o Tribunal do Rio Dao a essa condição. Nesse ponto, ele começou a se perguntar se dois patriarcas haviam se tornado Devas.

No entanto, isso parecia ainda menos provável do que seu palpite original.

Bai Xiaochun piscou algumas vezes e depois pigarreou. “Uh... Tio Li, nenhum dos patriarcas avançou... Ninguém mais está aqui... exceto nós dois.”

Agora que ele resgatara Li Qinghou, seu estresse estava diminuindo e sua personalidade estava voltando ao normal. Como tal, ele se deteve de parecer um pouco satisfeito consigo mesmo.

O queixo de Li Qinghou caiu. Olhou em volta para as ruínas e depois para Bai Xiaochun, e de repente riu alto e claro. Dando um tapa no ombro dele, ele disse: “Bom bom. Ótimo. Excelente!"

Ele não pediu detalhes. Ele não precisava. A emoção que ele sentia em seu coração era tudo o que precisava. A criança que ele trouxera para a seita desde o Monte Hood havia se tornado uma figura chocante.

A única decepção que sentiu foi que o filhote havia deixado o ninho para voar no céu sem fim e que não precisava mais de alguém por perto para cuidar dele. Era um sentimento de felicidade e tristeza misturados.

A reação de Li Qinghou deixou Bai Xiaochun ainda mais animado. Sentindo-se muito satisfeito consigo mesmo, ele balançou a manga e disse: “Isso não é nada, Tio Li. Você não tem idéia do quão incrível eu estava nas Terras Selvagens. Eu--"

Antes que ele pudesse continuar, um som de assobio encheu o céu, que era Bruiser, que acabara de alcançá-lo. Assim que chegou, viu as ruínas do Tribunal do Rio Dao e Li Qinghou.

Ele não pareceu surpreso com o fato de Bai Xiaochun poder destruir todo o Tribunal do Rio Dao. Ele empolgou-se e voltou ao tamanho normal, correu para Li Qinghou e começou a esfregá-lo com a cabeça.

O coração de Li Qinghou inchou com calor e remorso. Acariciando suavemente a cabeça de Bruiser, ele olhou para as cicatrizes que o cobriam e suspirou.

"Sempre esperei poder ajudá-lo a se vingar, Bruiser, mas acho que não preciso agora. Seu pai já te ajudou.” Rindo, Li Qinghou olhou em volta para as ruínas e depois para Bai Xiaochun, com o coração cheio de orgulho. "Vamos lá, Xiaochun. O Tribunal do Rio Dao pode sobreviver de alguma forma, mas levará muito tempo para se recuperar. Se eles algum dia conseguirem!”

“Calma, Tio Li, há mais o que fazer.” Depois de avaliar a cena ao seu redor, Bai Xiaochun virou-se para Bruiser. “Bruiser, havia um monte de outros discípulos nos seguindo, certo? Por que a demora? Por que você não volta e os traz aqui?”

Bruiser não tinha muita certeza do que tinha em mente, mas nunca se recusou a fazer o que Bai Xiaochun pediu que ele fizesse. Ele disparou e voltou um momento depois com mais de mil aeronaves seguindo-o. Os cultivadores que pilotavam as aeronaves logo viram o estado sombrio do Tribunal do Rio Dao e não puderam deixar de arfar. Olhando para Bai Xiaochun com olhares reverentes, eles apertaram as mãos.

“Saudações, Patriarca! Saudações, Ancião Li!”

Suas palavras confirmaram o que Li Qinghou já suspeitava. Com um sorriso cada vez maior, ele olhou para Bai Xiaochun, que balançou a cabeça e pigarreou. Sentindo-se um pouco envergonhado, ele acenou com a mão.

“Tudo bem, chega disso. Apressem-se e limpe todos esses escombros. O Tribunal do Rio Dao foi destruído muito rapidamente e todos fugiram. Eles definitivamente deixaram alguns tesouros para trás. Vamos limpar este lugar!” A essa altura, seu coração estava batendo forte ao pensar em todas as extorsões que havia realizado no passado. No entanto, todas essas extorsões foram feitas em clãs. Esta era sua primeira vez supervisionando isso numa seita!

Em resposta às suas palavras, os olhos dos mil discípulos ao redor brilharam. Sem qualquer pausa, começaram a limpar os escombros e procurar tesouros no Tribunal do Rio Dao.

Os olhos de Li Qinghou brilhavam com elogios ainda mais profundos, enquanto refletia sobre o quanto essa criança havia crescido. Até ele mesmo se esquecera de saquear o inimigo derrotado.

"Você está absolutamente certo, Xiaochun. O Tribunal do Rio Dao tem anos de reservas que serão de grande ajuda para a Seita Desafiadora do Rio!”

No entanto, quando as palavras saíram da boca de Li Qinghou, Bai Xiaochun franziu a testa. Olhando em volta para os discípulos da Seita Desafiadora do Rio, ele disse: “Vocês não sabem como vasculhar um lugar! Aiya! Olha, há mais pedras por lá do que em qualquer outro lugar. Basta apenas um olhar para dizer que há algum tesouro lá. Limpem esses escombros!”

"Vejam isso! Venham aqui, pessoal. Esta pedra está obviamente flutuando com poder mágico. Definitivamente, há algum tipo de tesouro valioso enterrado sob ela!

“Aiya! Olhem para vocês! O que vocês pensam que estão fazendo? Levantem os ladrilhos! Eles são obviamente feitos de pedras espirituais!” Foi para a grande frustração de Bai Xiaochun que nenhuma dessas pessoas sabia como roubar um lugar….




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.